arq
03
set

6 vantagens dos revestimentos monolíticos

Na hora de unir praticidade e resistência, uma das escolhas mais acertadas é o uso dos revestimentos monolíticos. Também chamados de “pisos epóxi” ou “autonivelantes”, eles estão em alta e aparecem com cada vez mais destaque nos projetos.

Os revestimentos monolíticos recebem esse nome porque são totalmente livres de emendas. Isso significa um piso mais bonito, que ajuda a dar uma maior sensação de amplitude aos espaços. No entanto, essa não é a única vantagem deles.

Quer saber quais são os outros benefícios dos revestimentos monolíticos? Então continue a leitura!

6 motivos para usar revestimentos monolíticos

1. Fácil instalação

Ao contrário dos outros tipos de revestimentos, os monolíticos podem ser aplicados facilmente sobre uma grande variedade de pisos. Isso significa muito mais praticidade na hora de realizar reformas, reduzindo entulho, sujeira e tempo total do trabalho.

Por isso, os revestimentos monolíticos são muito usados em indústrias, aeroportos, hospitais e garagens. No entanto, com o avanço das técnicas produtivas, ele também ganha espaço em áreas internas, como salas de estar, cozinhas ou de espera de consultórios, por exemplo.

2. Maior amplitude

Os revestimentos monolíticos estão em alta na decoração. E isso não é por acaso, já que eles proporcionam uma sensação maior de amplitude, porque não sofrem com emendas e nem precisam de rejuntes.

Assim, é possível garantir continuidade entre os cômodos, o que é excelente para ambientes menores ou integrados, trazendo mais modernidade a qualquer projeto.

3. Manutenção simples

Manter esse piso sempre bonito não é uma tarefa complicada. Como ele não tem juntas e rejuntes, é extremamente indicado para ambientes nos quais a higiene é uma preocupação, como hospitais e clínicas médicas.

Para o dia a dia, também não é exigido nenhum cuidado adicional. Será preciso apenas de um detergente neutro específico para esse tipo de piso e uma limpeza simples. Assim, é possível retirar a maior parte da sujeira diária e deixar o monolítico sempre bonito.

De tempos em tempos, é recomendada a aplicação de uma cera , mantendo a beleza do revestimento por mais tempo.

4. Alta personalização

Se a ideia é conseguir um revestimento resistente, fácil de manter e personalizado, o monolítico é a melhor escolha. Afinal, ele é moldado no próprio local e pode ser criado de acordo com o seu projeto.

Isso significa que você poderá alterar a cor, a espessura, o acabamento e até incluir componentes especiais, como o glitter ou o quartzo, garantindo muito mais identidade à sua ideia e valorização dos espaços.

Atualmente, existe uma infinidade de possibilidades, como monolíticos brilhantes, acetinados ou foscos, que reproduzem mármore, granito ou cimento queimado, entre várias ideias que o tornam altamente personalizável.

5. Muitas funcionalidades

Além da estética, ainda é possível incluir mais funcionalidades no seu revestimento, como acabamentos antiderrapantes, tornando os ambientes mais seguros.

Esse piso também tem proteção à ação de produtos químicos, consegue absorver o impacto e distribuir a energia (o que evita trincas), é resistente às abrasões e aos choques térmicos, tem uma grande capacidade de impermeabilização e não acumula bactérias, entre muitas outras funcionalidades.

6. Grande variedade de tipos

Dentro do que chamamos de “revestimentos monolíticos”, existe uma ampla variedade de tipos, diferenciando em formas de aplicação e de acabamento.

Os mais comuns são:

  • argamassado ou espatulado: argamassa produzida com resina epóxi e quartzo, mais usada em ambientes que necessitem de uma alta resistência mecânica e à abrasão, como as indústrias;
  • autonivelante: opção com melhor acabamento estético, indicada para, residenciais de alto padrão, ambientes corporativos, laboratórios, hospitais, cozinhas e ambientes internos em geral. Sua espessura varia de 1 a 5 mm, é produzido com resina pura (sem quartzo) e aplicado com espátulas dentadas ou rodos ainda líquido em toda a superfície; provendo uma estética elegante e sofisticada.
  • multilayer: recomendado para a correção de deficiências no piso, já que possui múltiplas camadas de resina epóxi e quartzo; e ambientes de solicitação intermediária em nível estético, como quadras, garagens, circulação e escadas.
  • pinturas : indicada para paredes ou ambientes de baixa circulação, ou baixa exigência estética, quando utilizado em pisos

Como você viu, os revestimentos monolíticos estão em alta, ajudando a modernizar os projetos e a trazer muito mais facilidade para o dia a dia com uma manutenção bem simples.

Além de todas essas vantagens, esse é um revestimento extremamente versátil, que pode ser usado para personalizar as paredes.

Gostou deste post e pensa em usar essa opção nas suas próximas obras? Converse conosco e descubra como podemos ajudar!